sábado, 31 de dezembro de 2016

Obrigada 2016. Agora é a tua vez 2017 |Quero-te|




- 2016 -

Teimas em meter-te o ponto final com a pressão de te agradecer o tanto que me trouxeste. E é um bom ponto final. Digo-to já. Mesmo. 
Mas terei que, desta vez, desiludir-te. Não te farei a vontade. Sou pessoa de riscos bem medidos (xiuuu), mas este não o vou correr. 
Há tanto e a tantos que o meu coração diz que são para guardar bem guardados pelo bem que foram, que são e que tenho a certeza que serão, que não posso correr o risco de tentar enumerar e deixar pelo caminho. 
São tantos os que fizeram de ti tão melhor. E sabes? Tenho a certeza que cada um, pessoal ou profissionalmente, sabe o quão importante é e o quanto cada palavra do que te escrevo é deles também. 


Levo de ti, 2016 um coração bem aconchegado, mais crescido mas a transbordar de amor e com uma imensa vontade de ser feliz. 
Levo de ti, 2016, a aprendizagem de que a vida dá voltas e mais voltas e vales existirão sempre, mas que seriam deles sem a montanha que vale tanto a pena escalar para ver a vista do cume!?
Levo de ti 2016, os desejos para o teu próximo 2017, num papel que será guardado comigo e aberto dai a um ano, na mesma noite de fim de ano. Desejos simples mas bons.  Desejos que só de mim dependem para se concretizar. 12 desejos alcançáveis em 12 meses. Não é pedir muito... te garanto.

E agora, de ti, meu querido 2016, me despeço com esta fotografia de cortar a respiração. Datada do penúltimo dia de ti, num local sem igual, num Santuário perto de Vila Flor, acima de uma fina película de nevoeiro, só te posso dizer que vislumbro um 2017 limpo e claro, sem nuvens com um pôr do sol magnifico.


E agora 2016, sem cerimonias, terei que me preparar para as boas vindas a 2017 e dizer-lhe 
que entre sem bater. 
Aguardo-o.
Desejo-o.
Muito.

- 2017 -


sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

Fomos até Guimarães ♥

Era Novembro (perdoem-me a demora mas o natal fez-se valer por estes lados).
A viagem? Longa (a companhia compensa, entre conversa e gargalhada fácil e de carro cheio). O ambiente descontraído impera. Pudera. São amigos dos bons.
O aniversário era o dele. É de Vila Pouca, lá de cima, diz-me. Mas é em casa dela, vimaranense e confidente de um ano, que o braços se abrem num abraço apertado para um fim de semana a não esquecer.

Pois é... fui até Guimarães, o berço de Portugal! Uma cidade linda, com aquele toque inconfundível de norte.  A guia, a melhor (obrigada querida Mary).
O passeio, curto! Ficou por ver. É para voltar!.
E as fotos!? Essas gritavam outono. Uma novidade. É que por ali se disse olá à nova máquina fotográfica (sim, sim, estou apaixonada por fotografia).
Vamos conhecer?


Ruelas e casas típicas e fofas no centro da cidade



terça-feira, 27 de dezembro de 2016

O meu natal foi assim |com receita de Galo|




Gosto das luzes, gosto do espírito, gosto da reunião, gosto da partilha, gosto da decoração, gosto da lareira acesa, gosto do cheiro bom a comida que aconchega e que se espalha pela casa, gosto do filme noite fora enrolada na manta que aquece, gosto dos risos entre garfadas, gosto da expectativa enquanto presentes escolhidos com amor são abertos.
Gosto, gosto mesmo muito do natal e do tanto que representa. 
Gosto do quentinho do abraço da família que ele me traz!
Gosto. Gosto muito.


Na mesa, comida bem tradicional com um vinho que não pôde faltar! São a mãe e o pai que cuidam de nós. Decidem a ementa e cozinham. De mim...só uma mãozinha. 
Pois é...imagino que muitos dos que me acompanham por aqui estariam à espera que na nossa mesa se passeasse comida vegetariana e bem bem saudável. E por vezes sim de facto...mas este ano o galo guardado para este dia foi a estrela deste natal. E meus amores estava tão tão bom, que achei que iam adorar ter a receita. 
Foi feita na bimby e ainda dá bastante trabalho a preparar, mas pessoal o dia é especial, a ocasião merece e o equilíbrio de sabores é só perfeito. A sério...eu que não sou uma grande fã de peru recheado só vos digo, fiquei maravilhada com esta receita.

sábado, 24 de dezembro de 2016

Feliz Natal com ❥



"Exagera nas luzinhas, no ‘’Last Christmas’’ e nas rabanadas. 
Exagera nos abraços, no Trivial, no bolo-rei e nas fotografias que se tiram com o coração.
Exagera no riso, no ‘’Sozinho em casa’’, e nos presentes que não se compram. 
Exagera no amor, nos dias-sem-horas e nas pessoas que te fazem bem. 
Exagera na bondade e na esperança que te faz acreditar (SEMPRE). 
Exagera no Natal e no espírito de luz que deves fazer perdurar (do lado de dentro) o ano inteiro."

- Feliz Natal -


Imagem: My scandinavian Home
Texto: Às nove no meu blog


quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

Brigadeiros de castanha e batata-doce |Presentes de Natal 2|

A receita que tenho hoje aqui para vos dar é uma das minhas favoritas! É que adoro (mesmo!) brigadeiros e acho-os no mínimo amorosos e perfeitos para oferecer a alguém que amamos! O problema é que, os tradicionais feitos com leite condensado e chocolate são uma bomba de açúcar de absorção rápida e de calorias disfarçadas num pequeno docinho! 
Claro que, gosto muito de vos mimar (e a mim também) e arranjar boas alternativas e bem mais saudáveis sem que a culpa tome conta de nós.
Tinha umas castanhas no congelador e umas batatas doces a precisarem de ser gastas pela mudança em breve de casa. No fim de cozidas e com mais uns pauzinhos à mistura deu estes óptimos brigadeiros com sabor e textura definitivamente parecida aos verdadeiros. Estou mortinha para que os façam em casa e me digam o que acharam!

Façam uma dose a mais, arranjem caixinhas bem bonitas embrulhadas num belo laço e etiqueta e ofereçam-nos a quem gostam neste natal. Combinado?




terça-feira, 20 de dezembro de 2016

Compota de frutos vermelhos |Presentes de Natal 1|

Pronto, pronto, eu bem sei que já vos devia ter trazido este post antes. É que estamos já na semana do natal e suponho que muitos já têm as prendas feitas ou compradas...mas pessoal...as minhas sugestões são de presentes comestíveis, deliciosos e a puxar para o saudável (sem açúcar refinado, sem lactose...). Quanto mais em cima do acontecimento os fizerem mais fresquinhos serão. 
E ok, eu admito que ultimamente com tanto passeio acabei por protelar um pouco a execução destas mimoquices para oferecer! :(
Então, a primeira sugestão de presente que tenho é esta compota super simples de fazer, com muito poucos ingredientes e que caso não tenham reparado foi a que usei na Panacotta de frutos vermelhos. Não leva açúcar refinado (é maioritariamente adoçado com geleia de arroz) e a quantidade de adoçante utilizado é bastante inferior ao habitualmente utilizado na execução tradicional de compotas (o que por um lado faz com que não se conserve tanto tempo)...ainda assim garanto que fica muito boa. :)
No fim só têm que a meter num frasco todo catita (os meus são da DeBORLA, tal como os fios, os autocolantes colados na tampa e os cartões de identificação utilizados), previamente esterilizado, e fechar e decorar com um pouco de tecido, fio à vossa escolha com um raminho e um cartãozinho cheio de amor natalício. 
E digam lá quem é que não ia adorar receber um miminho destes?
Vamos à receita?



segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

A ementa para o natal |Saudável|

Pois é meus amores, o natal está mesmo mesmo aí à porta e ultimam-se os últimos preparativos para a grande noite em família. Tratam-se dos últimos presentes (dar-vos-ei uma ajuda com presentes caseiros nos próximos dias), acendem-se lareiras, pensa-se na ementa da consoada e começam já as compras para uma mesa farta típica da época.
Da minha parte claro que vos venho dar uma ajuda para uma mesa com tanto de deliciosa, como de bela! Venho mostrar-vos a minha sugestão de ementa para uma consoada maioritariamente vegan sem lactose e super saudável.
O natal pede e nós damos-lhe. Vamos a isto?



ENTRADA: CROQUETES DE PEIXE E LIMÃO

Receita: Aqui

Para entrada comecem por servir uns maravilhosos croquetes de peixe e limão. Para além de terem um sabor delicado mas tão tão bom, não são fritos e sim cozinhados no forno. Uma opção com proteína animal mas muito saudável. Quem provou, adorou.





SOPA: CREME DE CURGETE, BRÓCULOS E CEBOLINHO

Receita: Aqui

Este creme é um dos meus favoritos, bem nutritivo, rico em antioxidantes super saboroso, para além de que leva pouquíssimos ingredientes e num instante se faz o que é uma grande vantagem contando que neste dia há mil coisas para fazer. :) 






PRATO PRINCIPAL: TOFU COM BROA

Receita: Aqui

Esta é daquelas receitas que automaticamente me transportam para o natal. É que na mesa tradicional o bacalhau é rei e bacalhau com broa é receita habitual da época. Ora substituem o bacalhau pelo tofu e digam-me se o vosso natal não vai ser igualmente perfeito. É que fica tão bom!






SOBREMESA: PANACOTTA DE FRUTOS VERMELHOS

Receita: Aqui

E pronto. Claro que tínhamos que terminar com uma receita cheia de cores de natal e que é no mínimo deliciosa (e vegan). Esta panacotta apresentei-vos há muito pouco tempo, já em mood de natal a contar que ficaria perfeita na vossa mesa.





Que vos parece? Tentados a experimentar a sugestão? Qual seria a vossa escolha? 
Quero saber tudinho sobre as vossas mesas de natal!



domingo, 18 de dezembro de 2016

- Obrigada. Muito obrigada ❥ -




Era Setembro, fim fim.
A eles, os meus mais que tudo, disse-lhes que estava decidido. O objectivo era no mínimo ambicioso...mas e porque não sonhar e acreditar!? 
Era Setembro, tinham passado 9 meses desde aquele inicio bom. O resultado!? Vinte mil e tal. Mas queria mais...

Chegou o Dezembro. Chegou o ontem e com ele uma das minhas prendas de natal! É que o objectivo eram as 60.000 visualizações deste meu (e vosso) querido espaço até ao fim do ano! E não é que chegámos à meta!? Tão tão feliz!

Parabéns ao My life, my kitchen e um obrigada gigante a vocês, meus amores. Sem vocês não era mesmo possível.

E com muito amor à mistura, convido-vos a entrar em minha casa com esta fotografia no mínimo amorosa do quarto, da minha cama com planos de ontem: muita manta quentinha(é que a minha gripe não me está a dar tréguas), de chá de manga e pêssego à cabeceira e aquela leitura boa boa e inspiradora na companhia daquela música de fundo que aconchega.
E vocês? Também em modo de ronha?

-Bom domingo-

PS: Amanhã, a minha sugestão de ementa saudável, vegan, para a consoada. Curiosos?


sábado, 17 de dezembro de 2016

Panacotta de Frutos Vermelhos |Vegan| pra um convite ♥

Bom dia sábado bom.
Hoje tenho para vocês uma receita bem especial...é que gosto muito de Panacotta e a verdade é que acho que faz um figurão como sobremesa...é aquela apresentação que nunca falha, sabem?
Para quem não sabe, a Panacotta é um género de pudim que fica bem branquinho, com uma textura entre o cremoso e o gelatinado e cujas origens remontam à região de Piemonte na minha adorada Itália. A receita tradicional é super básica: leite, natas, açúcar e gelatina e pode ser servida sozinha ou com uma compota a gosto.

Ora, há bem pouco tempo recebi um convite, pela querida Mónica do Amor pra sempre, uma página linda (e que já namorava há um tempo sem a Mónica saber) associada à organização de casamentos(vão lá espreitar, vão derreter-se com a beleza dos conteúdos e das fotografias), para fazer uma sobremesa bem natalícia e deliciosa. A escolha ficou completamente ao meu critério..então pensei porque não fazer a minha versão vegan de Panacotta, sem lactose, sem açúcar refinado e muito mais saudável.
Esta receita já a tinha feito o ano passado, para a nossa consoada, com compota de frutos vermelhos caseira e foi um sucesso! Portanto, porque não fotografá-la e partilhá-la com vocês com Amor pra sempre!? 



sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

A vida sabe




Abres as portas do coração. 
Deixas o amor entrar.
percebes que a vida 
conspira para te fazer feliz.

"Porque entre o que dá e leva
a vida sabe o que faz."

Pelo meu querido As nove no meu blog



quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

Rolinhos de peixe com legumes em papelote

Para quem já me vai acompanhando por aqui, já perceberam certamente que vem ai mudança. Santarém recebeu-me de braços abertos ao longo deste ano mas está a chegar a altura de dizer adeus a esta cidade bonita e dizer adeus à minha casa bonita.
Portanto...entrei em modo de esvaziar frigorífico e congelador e nada de grandes compras no supermercado a não ser fruta e legumes frescos. :)
Para esta receita o intuito foi gastar uns filetes de peixe gato e umas castanhas congeladas. Com mais uns legumes frescos à mistura ficou simplesmente perfeito.
Experimentem! Vão gostar muito e é super fácil de fazer. A ideia dos papelotes é simplesmente a de fazer doses individuais e se os fecharem, cozinhar com vapor. 
Vamos a isto?




terça-feira, 13 de dezembro de 2016

Deixa o natal entrar |Queria eu que a minha fosse perfeita assim|


|Recado para a vida, Joana|

É fácil quando a vida te vai de feição, acreditar. Não duvidar. Não desviar o olhar daquele caminho seguro cujas bermas em jeito de muro te protegem do desfiladeiro. 
É fácil quando estás de bem com a vida, abrir a janela e deixar entrar a luz do sol que vai alto, o beijo que embala, o abraço que proteje.

Mas ninguém é forte e feliz o tempo todo. É quando menos esperas que o tapete te foge dos pés e o chão de outrora, pisado com aquela segurança indubitável e de cabeça erguida, se move num movimento incessável. O equilíbrio perde-se. A visão turva-se. O nevoeiro não deixa ver. Percebes que perdeste de vista aquele teu lugar que te era tão óbvio, tão claro, tão seguro, tão teu.
E sim! Eu sei que dói. 

Então pára. Reajusta-te. Equilibra-te. 

Em post-it: "Escuta o teu coração" |Cola-o na e para a vida|
Ele é sabedor. É aquela bússola que te dá o norte e te guia no teu caminho, mesmo quando o nevoeiro teima em persistir. 
Não o duvides. Jamais.

E se o Dezembro chega e te pede que deixes entrar o Natal!? Não lhe digas que não. Por favor. 
É que ele é luz. É ponto final mas com parágrafo. É o embale de força que precisas para o começo que o 2017 prevê.

E se o Dezembro chega e te pede que o deixes ficar!? 
Tu deixas. Sem "MAS". Combinado?
A tua casa vai ficar linda.


|Queria eu que a minha fosse perfeita assim|





segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

Creme de Tomate

Bom dia meus amores! De baterias carregadas para mais uma semana? É que voltámos outra vez às semanas mais longas! :O 
Logo agora que me estava a habituar a ter mais dias de descanso do que de trabalho! hahaha
Mas quando se gosta do que se faz e ainda por cima vem ai o natal, está tudo compensado! Certo? xD
Bem...por estes dias a preguicite, o passeio e uns quantos estragos na alimentação foram os grandes imperadores. E confesso que quando assim é começo a sentir falta de comida mais equilibrada, simples, que me aqueça o estômago. É verdade...começa a apetecer-me sopa! E por isso, com os poucos ingredientes que haviam aqui por casa, improvisou-se uma bem simples!
Sopinha de tomate com manjericão para gastar uns tomates bem maduros que imploravam para sair da fruteira! :D
A decoração é bem ao jeito do que a época pede! Loiça vermelha e branca, com apontamentos verdes aqui e ali, digam lá que não que não é natalícia e que não dá ainda mais vontade de comer este creme lindo!? :D
Vamos à receita?



sábado, 10 de dezembro de 2016

Na cidade templária |Tomar|

Improvável. Imprevista. Improvisada.
|E tão tão boa, como há um tempo não sentia|
Falei-lhe que no dia seguinte ia compensar o que 10 anos de amizade não tinham deixado. 
Falei-lhe que estava na altura de aceitar o eterno convite e conhecer a cidade que a viu nascer. 
Foi assim a visita à cidade dos templários. Foi assim a visita a Tomar. Foi assim a visita a uma das pessoas que guardo no restrito espaço de amigos à séria, daqueles que o tempo se impõe mas as palavras soltam-se tão naturalmente, parece que ainda agora se acabou de apoiar o telefone.

Não levava expectativas. Pouco sabia sobre o sítio. Pouco tempo tive para procurar o que iria ver. Decidi que deixar-me-ia levar e a companhia faria o resto!
E que surpresa tão tão boa. 
Vi-me a viver ali!

Mal se chega, no olhar não cabe a enorme beleza de um rio, o Nabão, atravessado por pontes e de margens que contam história. 






sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

Chifon de chocolate recheado

Confesso que aqui por casa são muito poucas as sobremesas que se fazem. 
Mas nem sempre foi assim.
Foi em tenra idade, ainda eu tinha que me meter em cima da cadeira para chegar decentemente à mesa, que comecei a agarrar-me aos tachos e panelas. Lembro-me de gostar de ajudar a mãe na cozinha...mas pessoal...não era em tudo! Nada disso! É que em casa dos meus pais sempre se fizeram muitos bolinhos caseiros...e era mesmo ai que eu entrava. Era mesmo aí que gostava de ajudar! Lembro-me da mãe me delegar a tarefa de barrar a forma e polvilhar com a farinha. A massa a mãe tratava...dizia ser difícil separar os ovos e terem que ser bem batidos e por isso esse era trabalho seu. Ora, o tempo foi passando e comecei a não achar piada à parte das mãos gordurosas depois da forma barrada. Lentamente lá fui convencendo a mãe de que era eu quem devia fazer a massa do bolo! Hoje não restam dúvidas sobre quem faz o quê! hahaha
Portanto, com isto já podem perceber que desde cedo fazer bolos tornou-se fácil fácil! E que no meu livro de receitas há tantas daquelas  infalíveis, deliciosas...mas não saudáveis.
No dia-a-dia são as receitas equilibradas e saudáveis que prevalecem e são tantas as vezes que mesmo as sobremesas não fogem ao tema. Mas...volta e meia e em dias especiais lá sai uma receita com açúcar e farinha refinada. Que é o caso desta! 
Mas é óptima e por isso decidi partilhá-la com vocês!
As fotografias não são as melhores...fiz o bolo em modo corrida para um jantar de última hora...não restou portanto grande tempo para fotografar.




quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

Saí para te ver |Querida Santarém ❥|


Há um ano escolhi-te! Pouco mais sabia de ti, senão do ponto que te pertence num mapa que vou percorrendo. 
Diziam-te pequena, calma, rapariga de poucas palavras, de pouco carácter até!

Eu digo-te que em mim não cabe a dimensão que conseguiste. 
Cresceste para além das letras que te formam - e que são muitas! 
Habituei-me ao teu cheiro, à tua voz, à forma como te moves, ao teu tom delicado.
 Habituei-me ao teu tempero (e que é dos bons) e à luz que foste imprimindo a cada dia vivido em ti. 
Habituei-me à tua gente.

Ontem saí, uma vez mais, para te ver. Saí de dia e voltei de noite. Estavas igual a ti! Já com os tons de natal que anunciam a nossa despedida.  

Estavas linda! É assim que te vou guardar!
Sempre.

Obrigada Santarém. Foi tão bom conhecer-te.

- ♥ -

<





terça-feira, 6 de dezembro de 2016

Grão com especiarias |Snack|

Já deu para perceber que o espírito de natal pára por estes lados, certo? É que entusiasmei-me e a receita que vos trago foi servida numa floresta bem natalícia e invernal onde não faltaram pinheiros de madeira, bambis e renas, troncos, cogumelos...
Mas meus amores, ainda que servida neste cenário tão sazonal, digo-vos já que esta é uma receita de e para todo o ano! Super prática de fazer, fácil e perfeita como snack entre lanches ou mesmo como petisco, assim tipo pipocas, quando estão colados à televisão a ver aquele filme imperdivel!
Neste grão com especiarias podem facilmente adaptar ao vosso gosto e utilizar as ervas aromáticas e especiarias que mais vos agradar! No fim de ir ao forno irão obter umas bolinhas bem crocantes e proteicas, perfeitas para trincar quando apetece um snack! 



segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

Moinhos de Ovil |Para ir e demorar|

Já a noite se faz valer, de banho tomado depois de um dia de trabalho e da ida ao ginásio, é no aconchego das mantas quentinhas, de chá de laranja e canela em punho e a exagerar na música de fundo |daquela boa| que me sento na cama para tomar as rédeas deste que é cada vez mais espaço meu. 
Ora, numa certa noite de muitas, andava eu a passear por aqui e a decidir que conteúdo iria publicar no dia seguinte quando por aso do acaso bati com o nariz num sítio lindo de morrer...e ali fiquei, especada, a deliciar-me com as fotografias que deixavam transparecer a beleza de um espaço que só a natureza e os pozinhos mágicos (cheios de amor) de alguém com bom gosto consegue oferecer.
Decidi, logo ali, que tinha que partilhar convosco este encanto!

Apresento-vos os Moinhos



domingo, 4 de dezembro de 2016

Cuscus Doces |Bonjour|

Bonjour mon amour! :)
Já viram as taças nas fotografias, lindas e perfeitas para animarem, logo pela manhã, quem vos é tão querido!? - São da DeBORLA -
Bem, e hoje, servidas nas taças tenho uma receita diferente, para muitos bastante original! São uns cuscus, mas doces! Para o vosso lanche ou pequeno-almoço! 
Para quem não sabe, os cuscus, à base de semola de cereais (normalmente trigo) são a estrela em muitos pratos gastronómicos de países árabes. Têm um aspecto de pequenos grãos e ficam óptimos em saladas. Tradicionalmente usa-se em pratos salgados mas e porque não fazer-lhe um twist e servi-los doces? Por serem ricos em hidratos de carbono de absorção lenta, fazem um lanche bastante consistente que vos manterá saciados durante um longo período de tempo!
Em alternativa aos cuscus poderão usar por exemplo o Millet ou a Quinoa. Poderão servir com outras frutas que gostem!



quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

|Dezembro é com natal aqui em casa| ♥


DEZEMBRO
.......... ♥ ..........

You're the last one, so be the best one

E que a fé na beleza, luz e paz que te caracterizam nos entre coração dentro e marque o lugar que lhe é devido.

Abro-vos as portas da minha casa e deixo-vos entrar para vos mostrar o natal por aqui, o meu querido natal!

Dos tantos passeios a pé ao som de música de coração onde já a tarde se faz de avanço resultaram ramos, flores naturais, paus, pinhas...
Da DeBORLA chegaram uma enorme parte dos elementos decorativos.
Do baú, saíram algumas coisas que o natal de antes não me deixou esquecer.

A decoração...essa é tanto do que sou e do que faz o meu natal! É linda!
Não acham?



quinta-feira, 17 de novembro de 2016

Restart |sem reset|




Há caixas que temos que arrumar. As que são parte do nosso coração e vão ser sempre, não há volta a dar! Que se fazem de uma beleza incontável e impagável, daquelas que nem nos nossos melhores sonhos sonhamos ter e que nos chegam de peito aberto para deixar entrar, no coração, a luz boa do aconchego que é tudo. São essas caixas, que quando a vida nos obriga a fechar temos que as arrumar bem arrumadinhas para então poder seguir em frente. Mesmo!

Tenho uma dessas! Achava-a eu que bem guardada, bem fechada!
Por estes dias emaranhados e confusos, cheios do que faz do coração um fardo, a caixa caiu e abriu-se! Desarrumou-se tudo. À confusão já instalada juntou-se a da caixa.
A casa ficou como eu não a suporto ver! Dói demais vê-la assim! E eu não gosto! Não gosto mesmo!

É tempo de apanhar os cacos, limpar, reorganizar, reestruturar. 
Na pele. As feridas, a fechar, acho. É tempo de lhes passar Betadine. Hão-de formar-se as cicatrizes.
É tempo de redescobrir os pontos cardeais do ser, querer, estar, confiar, acreditar. 
É tempo de |nos| perdoar|em| as falhas, os erros, as más decisões que só nos fazem humanos, mas nem por isso más pessoas. 
É tempo de deixar entrar bons corações |e os que já estão que fiquem| e guardá-los.

É tempo de carregar no "Pause". 
E fazer um "Restart". 
|Afinal de contas vem ai o natal e tenho que o receber com todo a pompa e circunstância que ele merece! xD|
É tempo de estar comigo e com os que amo e receber muitos mimos para o coração ficar mais quentinho.


Para vocês, que me lêem incondicionalmente, gosto mesmo de estar bem! Portanto...o blog vai de férias estes próximos dias |Não são muitos. Garanto! É mesmo só o tempo de fazer uma limpeza geral à casa :P|. E quando voltar...será de baterias carregadas! Ou não fosse o blog de coisas bonitas que me preenchem alma e coração! :D  
Temos acordo!?

PS: Já vos disse o quanto me está a surpreender esta viagem de escrever-vos e partilhar por aqui, convosco o que vai sendo parte do meu dia-a-dia?? Gosto tanto! Obrigada, obrigada, obrigada! 
- ❥-


terça-feira, 15 de novembro de 2016

Quiche rápida de cogumelos e pimento

Olá pessoas lindas. Hoje a receita que vos trago é altamente proteica (proteína de elevado valor biológico) pelos quantos ovos que leva, mas é mesmo super fácil de fazer e garanto-vos que sabor não lhe vai faltar.
É uma quiche rápida de cogumelos e pimentos (e atenção que o conteúdo da quiche pode perfeitamente variar de acordo com o que tenham no vosso frigorífico) assim em jeito de fritatta. Ou seja, o essencial é terem uma frigideira (ou em recurso uma panela) que possa ir ao forno (as pegas não podem ser de plástico!) para que comecem a preparação ao lume e depois juntem a mistura dos ovos e levem então ao forno...onde irá ficar pronta num instante.

Sobre o ovo, apesar de não o usar com imensa frequência porque há tanta fonte de proteína que acabo por ir variando o que utilizo, gostava de esclarecer que durante algum tempo pensou-se que este era responsável pelo aumento do nível do mau colesterol. Pois bem pessoal, tenho uma boa notícia para vocês: não é verdade! Muito pelo contrário. Pelo seu elevado teor em lecitina ele ajuda a controlar os valores de LDL (mau colesterol) e Triglicéridos. Inclusive o que neste momento os estudos indicam é que quem tem diabetes, hipercolesterolemia e problemas cardiovasculares devem consumir mais ovos do que quem é saudável. Surpreendidos?!
Vamos à receita!



domingo, 13 de novembro de 2016

No coração dela |silêncio|



Era sexta-feira, onze, a tarde ia avançada, eram horas de jantar.
As lágrimas caiam-lhe sem que qualquer controlo se assomasse delas.  Os olhos já mal os abria. Dormir. Ela queria dormir, até dar, até esquecer, até passar!
Tinha sonhado com o que não podia ter. Tinha-se entregue no seu todo a quem lhe prometera o muito e desistira de lho dar.

Teriam resultado. Era uma certeza.
E ela tinha aquela fé bonita de que no fim tudo daria certo. 
Gosta-o muito.

Soube naquela última conversa de castanhas em tom falsamente descontraído que o fim tinha chegado. 
Soube naquela última conversa de respostas curtas, frias e despojadas de sentimento |já habituais|, que teria que recuar para não mais voltar. 
Soube naquela última conversa onde planos da semana se desfaziam, que o coração dela, esse malvado que diziam ser para a fazer feliz, tinha-se feito em mil pedaços, outra vez, e que a dor do encaixe de cada pedaço ia-lhe custar o tanto que já antes havia sentido e jurado para não mais. 

Porque quando o coração é um fardo
então está tudo errado.
|E ela só queria ser feliz|


Imagem de quem nasceu
para fazer coisas bonitas


sábado, 12 de novembro de 2016

Arroz malandrinho de feijão

Por estes dias a receita de hoje já se fazia aguardar!
Arroz de feijão...acompanhou os mini-hamburguers de lentilhas que vos dei a receita no último post de comida. Lembram-se!?
É um arrozinho rápido de fazer, bem saboroso e que recomendo que o deixem bem malandro, assim com aquele caldinho bom. Estão a ver!?
Eu confesso que quando tirei as fotos já o arroz levava um tempinho de feito e acabou por ter este aspecto mais seco...mas quando o comemos estava suculento e mesmo bom! 



quinta-feira, 10 de novembro de 2016

domingo, 6 de novembro de 2016

Mini-hamburguers de lentilhas

Bom dxia meus amoris! :D
Que me dizem a uns mini-hamburguers de lentilhas para o vosso almoço? Eu bem sei que as fotografias não convidam muito (não tinha as melhores condições de luz quando as fui tirar :/ ) mas os hamburguers são bem deliciosos e uma boa fonte de bons nutrientes!
A lista de ingredientes é extensa, mas não se assustem pois a maior parte são especiarias e ervas aromáticas...algo habitual em quase toda a comida que faço, pois estas são excelentes formas de conferir um sabor rico à comida, diminuindo no sal utilizado!
Acompanhei com um arrozinho de feijão, cuja receita vos prometo para o próximo dia! Pode ser?